As doenças psicossomáticas

 

 

As doenças psicossomáticas são doenças da mente que manifestam sintomas físicos, como dor de estômago, tremores ou suor, mas que têm causa psicológica. Elas aparecem em pessoas que têm altos níveis de estresse e ansiedade, pois é uma forma do corpo demonstrar, fisicamente, algo que está errado na parte emocional e sentimental. 

Os principais sintomas manifestados pelo corpo, devido a doenças psicossomáticas, são:

  1. Batimentos cardíacos acelerados;
  2. Tremores;
  3. Respiração rápida;
  4. Suor frio ou excessivo;
  5. Boca seca;
  6. Enjoos;
  7. Dor no estômago;
  8. Sensação de nó e dor no peito;
  9. Dor nas costas e na cabeça;
  10. Manchas vermelhas ou roxas na pele.

Estes sintomas acontecem porque o estresse e a ansiedade fazem aumentar a atividade nervosa do cérebro, além de elevar os níveis de hormônios no sangue, como adrenalina e cortisol. Muitos órgãos do corpo, como intestinos, estômago, músculos, pele e coração têm ligação direta com o cérebro, e são os mais afetados por estas alterações. 

Com a persistência dos sintomas, é comum surgirem doenças que podem ser causadas ou pioradas por causas emocionais, como gastrite, fibromialgia, psoríase e pressão alta. Saiba mais sobre as doenças que podem surgir ou piorar por causas emocionais.

Em alguns casos, os sintomas são tão intensos que podem simular doenças graves, como infarto, AVC ou convulsões, por exemplo, e necessitam de rápido tratamento à base de ansiolíticos, como diazepam, em pronto atendimento. 

Causas dos sintomas

Qualquer pessoa pode desenvolver uma doença psicossomática, mas o surgimento destes sinais é mais comum em pessoas que:

  • Têm muito estresse e cobranças no trabalho;
  • Passaram por traumas por acontecimentos marcantes;
  • Não conversam sobre seus sentimentos e guardam todos para si;
  • Sofrem muita pressão psicológica ou bullying;
  • Pessoas depressivas ou ansiosas que não procuram tratamento.

Na suspeita de que algum sintoma pode ser psicossomático, é recomendado ir ao clínico geral para realizar exames que possam descartar outras doenças, e se necessário, ser encaminhado para um psiquiatra e psicólogo.

Como tratar

O tratamento é feito com remédios para aliviar os sintomas, como analgésicos, antiinflamatórios e medicamentos para enjoo, além de medicamentos para controlar a ansiedade, através de antidepressivos, como sertralina ou citalopram, ou ansiolíticos calmantes, como diazepam ou alprazolam, por exemplo.

Além de medicamentos, as pessoas que apresentam sintomas e doenças psicossomáticas devem ter um acompanhamento por psicólogo e psiquiatra, para realização de sessões de psicoterapias e ajuste dos medicamentos. Algumas dicas para aprender a contornar os sintomas de ansiedade também podem ser seguidas, como dedicar-se a alguma atividade prazerosa, por exemplo.

Existem, também, alternativas naturais para ajudar a aliviar os sintomas emocionais, como chás de camomila e valeriana, técnicas de meditação e respiração, e praticar atividades físicas. Veja outras dicas de remédios naturais para a ansiedade

Como controlar a ansiedade

Para controlar a ansiedade e o nervosismo deve-se evitar pensamentos impróprios e ter sempre pensamentos positivos. Outras dicas úteis para controlar a ansiedade são:

  • Dormir 8 horas por noite. Uma boa noite de sono relaxa a mente e os músculos do corpo, que tendem a ficar tensos quando a ansiedade se instala
  • Alimentar-se de forma adequada. Evite alimentos estimulantes à base de cafeína, como chocolate, café, coca-cola e chá preto
  • Fazer refeições leves. Invista no consumo de frutas, legumes e cereais
  • Praticar atividade física de forma regular, pois ela produz endorfinas que ajudam na sensação de bem-estar físico e emocional
  • Usar a técnica de controle da respiração, inspirando profundamente e expirando de forma lenta
  • Evitar cigarro e bebidas alcoólicas, pois eles colaboram para o estresse e para a ansiedade
  • Optar por locais calmos e silenciosos, onde é possível relaxar um pouco e organizar os pensamentos
  • Tomar chás calmantes, como o de maracujá, ou tomar um calmante de valeriana, pois eles possuem propriedades sedativas que vão melhorar o funcionamento do sistema nervoso, combatendo o estresse e a ansiedade
  • Outra boa dica é notar num papel tudo aquilo que está causando ansiedade e o que você pode fazer para solucionar esta questão e tomar as medidas necessárias.

A maior característica da ansiedade é a excitação.  A aceleração do pensamento, na maioria das vezes, causa confusão metal e aumento da sensação de perigo, além de passar uma sensação de incapacidade de se livrar dele.

Casos mais graves, quando o indivíduo apresenta ansiedade por mais de 5 dias por semana, por pelo menos 6 meses, podem necessitar de antidepressivos, ansiolíticos e acompanhamento do psicólogo ou psiquiatra.

3 passos para vencer a ansiedade

Para vencer a ansiedade, uma boa técnica é criar um período de ansiedade, que consiste em escolher um momento do dia para pensar nas preocupações e pensamentos que deixam o indivíduo ansioso, em vez de ficar ansioso e preocupado todo o tempo.

Com esta técnica, o indivíduo ao invés de tentar parar ou se livrar de um pensamento ansioso várias vezes durante o dia, apenas pensa nele durante o período que escolheu para ficar ansioso, acabando por ter controle da sua ansiedade.

Desta forma, os 3 passos desta técnica para vencer a ansiedade incluem:

  1. Escolher uma hora e lugar para se preocupar

Escolher uma hora e lugar para se preocupar que deve ser a mesma todos os dias e, de preferência antes do jantar, como por exemplo, no quarto, depois de chegar do trabalho, entre as 18:00 e as 18:20.

Durante este período de ansiedade, o indivíduo está autorizado a se preocupar com tudo o que quiser, no entanto, no resto do dia está proibido de ficar ansioso e se preocupar.

  1. Adiar as preocupações para o período de ansiedade

Se começar a ficar ansioso durante o dia, adiar as preocupações para o período de ansiedade, escrevendo-as num papel para não se esquecer e lembrar-se que vai ter tempo para pensar sobre isso mais tarde, por isso não há necessidade de se preocupar com isso agora.

  1. Pensar nas preocupações quando chegar o período de ansiedade

Quando o período de ansiedade estiver próximo, pegar na lista em que anotou as preocupações que teve durante o dia e pensar nelas. Se continuar ansioso com o que escreveu, preocupar-se com isso apenas durante o tempo definido. Porém, se alguma das preocupações já não parecer importante, passar para outra da lista.

Estes três passos ajudam a vencer a ansiedade, pois à medida que o indivíduo vai desenvolvendo sua capacidade de adiar as suas preocupações e pensamentos que o deixam ansioso para o período de ansiedade, começa a ter mais controle da sua ansiedade.

3 passos para vencer a ansiedade

Para vencer a ansiedade, uma boa técnica é criar um período de ansiedade, que consiste em escolher um momento do dia para pensar nas preocupações e pensamentos que deixam o indivíduo ansioso, em vez de ficar ansioso e preocupado todo o tempo.

Com esta técnica, o indivíduo ao invés de tentar parar ou se livrar de um pensamento ansioso várias vezes durante o dia, apenas pensa nele durante o período que escolheu para ficar ansioso, acabando por ter controle da sua ansiedade.

Desta forma, os 3 passos desta técnica para vencer a ansiedade incluem:

  1. Escolher uma hora e lugar para se preocupar

Escolher uma hora e lugar para se preocupar que deve ser a mesma todos os dias e, de preferência antes do jantar, como por exemplo, no quarto, depois de chegar do trabalho, entre as 18:00 e as 18:20.

Durante este período de ansiedade, o indivíduo está autorizado a se preocupar com tudo o que quiser, no entanto, no resto do dia está proibido de ficar ansioso e se preocupar.

  1. Adiar as preocupações para o período de ansiedade

Se começar a ficar ansioso durante o dia, adiar as preocupações para o período de ansiedade, escrevendo-as num papel para não se esquecer e lembrar-se que vai ter tempo para pensar sobre isso mais tarde, por isso não há necessidade de se preocupar com isso agora.

  1. Pensar nas preocupações quando chegar o período de ansiedade

Quando o período de ansiedade estiver próximo, pegar na lista em que anotou as preocupações que teve durante o dia e pensar nelas. Se continuar ansioso com o que escreveu, preocupar-se com isso apenas durante o tempo definido. Porém, se alguma das preocupações já não parecer importante, passar para outra da lista.

Estes três passos ajudam a vencer a ansiedade, pois à medida que o indivíduo vai desenvolvendo sua capacidade de adiar as suas preocupações e pensamentos que o deixam ansioso para o período de ansiedade, começa a ter mais controle da sua ansiedade.

 Druida18

Blogs relacionados

feliz dia das maes

Postado por : Geraldo Ge2016 on May 13 , 17 07:51 PM

consequencias minhas sobre o desencarne

Postado por : Geraldo Ge2016 on Jan 22 , 17 05:56 PM

Tú me capturaste, Senhor

Postado por : Lando . on Dec 18 , 16 12:59 AM

UMA CARTA ABERTA AO BRASIL por Mark Manson

Postado por : Lando . on Dec 17 , 16 03:42 PM
Blogs recentes

O BEM É INCANSÁVEL

Postado por : Nina Madeira on Jul 30 , 18 10:13 PM

Vibração de auto melhoramento

Postado por : Lando . on Apr 2 , 18 10:19 PM

Tres fatos sobre o planejamento reencarnatorio

Postado por : Lando . on Mar 13 , 18 07:13 PM

PERDÃO, O QUE É EXATAMENTE O PERDÃO?

Postado por : Lando . on Mar 4 , 18 10:03 PM

Cirurgia espiritual em Santa Catarina

Postado por : Lando . on Jan 17 , 18 03:17 PM